Grande queimada não compromete preservação ambiental, segundo Defesa Civil

A queimada de grande proporção que ocorreu na última segunda-feira, 15 de agosto, não comprometeu a área
de preservação ambiental permanente (APP), informou a Defesa Civil do Município.

A vegetação, de cerca de 42 mil metros quadrados, foi consumida pelo incêndio, sendo a maior parte de propriedade particular,
localizada entre a Avenida Norte/Sul e os fundos do Palácio Santo Agostinho, sede da Prefeitura (foto).
De acordo com Jocelito Lima, coordenador da Defesa Civil, o bosque localizado atrás da Prefeitura foi preservado e
há indícios de que o incêndio foi criminoso.

“O próximo passo é identificar o proprietário da área, que deverá comparecer à Secretaria Municipal do Meio Ambiente,
onde serão tomadas as medidas cabíveis”, afirmou.