Siga nossas redes sociais →

Bragança Paulista é a 8ª melhor cidade do Brasil com mais de 100 mil habitantes para morar

Publicidade

Bragança Paulista é a 8ª melhor cidade do Brasil com mais de 100 mil habitantes para morar

Mais uma vez Bragança Paulista se destaca no cenário nacional. Município é o 36º em ranking das melhores cidades para se viver no país. Entre os municípios com mais de 100 mil habitantes, é a 8ª colocada. É a única da região a figurar na lista criada pela Gazeta do Povo.

Com base em diferentes índices, as cidades receberam nota geral de 0 a 10. Bragança Paulista está com a nota 7,26 (apenas 169 cidades obtiveram nota superior a 7). A média dos municípios brasileiros ficou em 5,66 pontos.

Para a Administração Municipal, ser a 8ª melhor cidade com mais de 100 mil habitantes e a 36ª melhor cidade do Brasil reflete o compromisso assumido em 2017 com a população bragantina. Desde o início da gestão, foram realizadas diversas melhorias que colaboraram com os índices positivos.

Nos primeiros anos de mandato, Bragança Paulista tornou-se um verdadeiro canteiro de obras. De 2017 até o momento, mais de mil ruas foram recapeadas e pavimentadas, os prédios da educação e saúde passaram por reforma, os espaços esportivos foram revitalizados, houve a recuperação do patrimônio histórico e cultural. A segurança e o meio ambiente destacam-se positivamente com prêmios e rankings. Houve ainda o impulsionamento do empreendedorismo e da indústria, resultando em mais geração de renda.

O veículo de comunicação compilou uma ampla base de dados, levando-se em consideração levantamentos oficiais, para identificar a melhor cidade para morar no Brasil. A matéria é de autoria de Gabriel de Arruda Castro, jornalista e mestre em Política e Administração Pública.

As estatísticas permitiram uma comparação direta entre os 5.570 municípios brasileiros. A lista de indicadores levadas em conta no ranking são:

  • Educação (IDEB Ensino Fundamental – anos finais; IDEB Ensino Médio (2021); índice de analfabetismo e vagas de ensino superior);
  • Taxa de homicídios;
  • Saúde (número de leitos hospitalares, mortes evitáveis e número de médicos);
  • Economia (PIB – Produto Interno Bruto e população empregada;
  • Infraestrutura (vias públicas com pavimentação e meio-fio na área urbana, domicílios ligados à rede de esgoto, abastecimento de água, aglomerados subnormais e domicílios com coleta de lixo 2022);
  • Expectativa de vida;
  • Mortes no trânsito;
  • Suicídios;
  • Cultura (salas de cinema e bibliotecas públicas); e
  • Famílias em situação de rua.

Esses foram considerados os principais critérios para uma vida de qualidade e Bragança Paulista tem índices de excelência em praticamente todos eles.

Na educação, neste ano, Bragança Paulista conquistou o 7º lugar entre os 600 municípios mais bem avaliados na categoria percentual de crescimento na fluência leitora de São Paulo. Também ampliou o ensino integral e superou as metas do Plano Nacional de Educação. Em 2016, apenas uma escola de ensino fundamental e três creches ofereciam atendimento integral a cerca de 350 alunos. Hoje, 16 escolas de educação básica e 12 creches atendem aproximadamente 6.980 alunos, representando cerca de 43% do total de matriculados na rede municipal.

Esse crescimento permitiu superar a meta do Plano Nacional de Educação (PNE), que recomenda que pelo menos 25% dos alunos do ensino básico estejam matriculados em escolas de tempo integral. Em 2022, a Rede Municipal de Ensino de Bragança Paulista atingiu a nota 6,3 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). O município ficou acima da nota proposta para 2021, que era 5,9.

Em relação a taxa de homicídios, Bragança Paulista foi classificada como a 7ª cidade do Brasil com a menor taxa de homicídios entre os 319 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes, de acordo com o Atlas da Violência divulgado no último dia 18/06. A taxa de homicídios em Bragança Paulista é de 4,5 por 100 mil habitantes.

A saúde Bragança Paulista investiu milhões em reformas e ampliações de unidades de saúde, ampliou os atendimentos e consultas médicas e odontológicas, entregou quase mil e quinhentas órteses, próteses e aparelhos auditivos, realizou ações de combate à dengue, promoveu campanhas mensais com diversos temas e, na pandemia da Covid-19, foi exemplo de comprometimento, profissionalismo e humanidade.

Entre os 645 municípios do Estado, Bragança Paulista foi a 38ª cidade que mais gerou empregos com carteira assinada nos últimos 12 meses. O ranking das campeãs de vagas foi divulgado pelo Governo do Estado de São Paulo. Na região, Bragança Paulista é a cidade mais bem colocada no ranking. Em 12 meses (entre abril de 2023 e abril de 2024), foram 1.975 empregos formais gerados. Entre janeiro e abril de 2024, já existe um saldo positivo de 888 vagas, segundo o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Governo Federal.

Todas as áreas receberam atenção e investimentos. Essa avaliação é o resultado de múltiplos esforços para tornar Bragança Paulista a cidade mais amada, acolhedora e pronta para o futuro.

Publicado por

Picture of Vinicius Gustavo 102 FM

Vinicius Gustavo 102 FM

Compartilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Publicidade

Outras notícias