Siga nossas redes sociais →

Brasileiros fazem fila na fronteira da Argentina para comprar gasolina pela metade do preço | 102FM Todo Mundo Ouve

Publicidade

Brasileiros fazem fila na fronteira da Argentina para comprar gasolina pela metade do preço | 102FM Todo Mundo Ouve

Motoristas brasileiros fazem fila em Puerto Iguazu, cidade na fronteira da Argentina com Foz do Iguaçu, no Paraná, para comprar gasolina pela metade do preço. Autoridades argentinas limitaram a venda a 15 litros por veículo com placa estrangeira para evitar o desabastecimento na cidade. Mesmo assim, os brasileiros continuam cruzando o território vizinho em busca da economia no preço do combustível, vendido entre 92 e 95 pesos, que equivale a aproximadamente TRÊS REAIS 15, TRÊS REAIS 60 por litro. Praticamente a metade do valor médio de SEIS REAIS 60 CENTAVOS cobrado no lado brasileiro. A busca pela gasolina mais barata atrai também os paraguaios, que pagam cerca de QUATRO REAIS 10 pelo litro no país. Como o limite máximo é por posto, muitos fazem uma romaria por vários estabelecimentos para encher o tanque. Isso tem levado os donos de postos a separar o atendimento com uma fila exclusiva para os argentinos. Autoridades da Câmara de Combustíveis da província de Missiones afirmam que Puerto Iguazú, com 80 mil habitantes, tem apenas cinco postos e a quantidade dos reservatórios não é suficiente para atender a demanda de motoristas do Brasil e do Paraguai. Em outras cidades, que fazem fronteira com o Uruguai, a procura pela gasolina argentina é também de motoristas desse país. A espera pelo abastecimento chega a levar mais de duas horas, o que provocou a instalação de outro tipo de comércio no entorno dos postos, com ambulantes que oferecem água, alfajores e câmbio de moeda. Um motorista, que não se identificou, contou à Folha de São Paulo que alguns frentistas aceitam propina de 10 REAIS para encher o tanque. Além do combustível, condutores brasileiros aproveitam a viagem para comprar carne e laticínios com preços mais baixos no lado argentino.

Publicado por

Rádio 102 FM

Rádio 102 FM

Compartilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Publicidade

Outras notícias