Siga nossas redes sociais →

Casal é preso em Bragança por golpes em agências bancárias

Publicidade

GOLPES

Casal é preso em Bragança por golpes em agências bancárias

Um casal foi preso na noite de terça-feira, 10, acusado de praticar golpes em várias pessoas, no interior de agências bancárias, em Bragança Paulista.

Há algum tempo, registros de ocorrências de estelionato, conhecidas como “tela aberta”, estavam ocorrendo dentro das agências do Banco Bradesco e consistia em ludibriar as vítimas para que elas deixassem a tela do caixa eletrônico aberta, de forma que eles conseguiam realizar transações não autorizadas em suas contas. Logo depois que a vítima realizava a transação bancária e saía da agência, o golpista a chamava de volta e dizia ser necessário que ela inserisse novamente o cartão no caixa eletrônico para que ele não fosse bloqueado.

O golpista escolhia vítimas mais idosas e principalmente com menos discernimento, que acreditavam estar simplesmente recebendo ajuda de um indivíduo, sem imaginar suas reais intenções criminosas e seguiam suas orientações, momento em que o golpista rapidamente fazia as transações em suas contas.

Em ação conjunta com o setor de segurança do banco, Policiais da DIG – Delegacia de Investigações Gerais – passaram a monitorar as agências onde os crimes ocorriam. Pelas imagens disponibilizadas pelo banco era possível perceber que o golpista era sempre o mesmo: um homem de meia idade, pardo, forte, mas sua ação era tão rápida, que mesmo na ação conjunta não havia tempo hábil para a abordagem.

No último domingo, 8, com o apoio da Guarda Civil Municipal, tentaram realizar a abordagem do indivíduo quando ele foi realizar um golpe na agência localizada na Av. José Gomes da Rocha Leal, mas a ação foi tão rápida, que as viaturas só conseguiram chegar ao local depois dele já ter deixado a agência.

Na ocasião, ele abordou uma vítima, passando a “ajudá-la”, sendo constatado posteriormente que foi feito um saque não autorizado em sua contam, do valor de R$ 2.500,00. No decorrer das investigações, os investigadores apuraram que o golpista usava um veículo Fiat/Strada e tinha antecedentes pelo crime de estelionato, na mesma modalidade das registradas em Bragança, inclusive no interior de agências do Banco Bradesco e tinha sido preso em flagrante no dia 15 de julho deste ano, sendo liberado no dia seguinte.

Assim, o veículo foi incluído no alerta do Centro de Operações Integradas da Guarda Civil Municipal e, no final da tarde desta terça-feira, ele adentrou à cidade e estacionou na Trav. Inácia da Silva Pimentel, em frente à agência do Bradesco. Os policiais fizeram campana e observaram quando uma mulher saiu de um estabelecimento em frente ao banco e entrou no veículo. Logo em seguida o condutor do veículo atravessou a rua e foi em direção a agência bancária. Logo os investigadores foram informados pelo setor de segurança da agência que ele estava tentando abordar uma mulher, a qual se desvencilhou dele, de forma que ele não havia conseguido finalizar o golpe. Quando ele retornou para o carro, os policiais fizeram a abordagem, identificando-o como Marcelo da Silva Rodrigues, de 43 anos, e a mulher como Paula Rayane Bezerra Pereira Alves, de 27 anos. Eles alegaram que estavam na cidade a passeio e que depois iriam para a cidade de Extrema/MG, também a passeio.

O casal foi levado para a DIG, autuado em flagrante por tentativa de estelionato e apresentado em audiência de custódia. Outras vítimas deverão comparecer à DIG nos próximos dias para fazer reconhecimento.

Publicado por

Picture of Diego Perez

Diego Perez

Compartilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Publicidade

Outras notícias