Siga nossas redes sociais →

Justiça torna ré mulher que cortou pênis do marido após descobrir traição em Atibaia, SP

Publicidade

Justiça torna ré mulher que cortou pênis do marido após descobrir traição em Atibaia, SP

A mulher vai responder por lesão corporal grave, com qualificadora de motivo fútil ou torpe mediante emboscada e emprego de tortura. Defesa da vítima pede que a mulher seja indiciada por tentativa de homicídio.

A Justiça de Atibaia, no interior de São Paulo, tornou ré a mulher que decepou o pênis do marido. Em depoimento, ela afirmou que o crime foi motivado por uma traição. O caso aconteceu em dezembro de 2023.

A juíza Renata Heloísa da Silva Salles decidiu que D.S.F vai responder por lesão corporal grave, com qualificadora de motivo fútil ou torpe mediante emboscada e emprego de tortura. Na decisão, a magistrada ainda manteve D.S.F presa preventivamente.

Na denúncia, oferecida na última quinta-feira (18), o MP citou que D.S.F planejou a ação com frieza e simulou o início de uma relação sexual, com o marido amarrado, para então cortar o órgão genital com uma navalha.

Em seguida, ela ainda tirou foto do pênis decepado e jogou no vaso sanitário. Além disso, o MP ainda cita que a mulher não prestou nenhuma ajuda a G.N.O e que ela escondeu a chave do carro de G.N.O, dificultando a ida da vítima ao pronto-socorro.

Procurada pela reportagem, a defesa de D.S.F disse que vai se manifestar somente no processo que corre na Justiça.

Já a defesa de G.N.O, representada pela advogada Graciele Queiroz, disse que recebeu com naturalidade a prisão preventiva de Daiane e citou que o ato foi ‘bárbaro’. Além disso, ela pede que D.S.F seja julgada por tentativa de homicídio ao invés de lesão corporal grave.

O caso

A mulher se entregou à Polícia na madrugada do dia 22 de dezembro, após confessar ter cortado o pênis do próprio marido em Atibaia. O caso aconteceu no bairro Cerejeiras 3.

Ela chegou a ser liberada, mas foi presa no dia seguinte, após a Justiça acatar pedido da Polícia Civil pela prisão temporária dela.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a mulher afirmou à Polícia que descobriu que, no dia de seu aniversário, o marido teria a traído, o que motivou o crime.

Ela disse que, após a descoberta, ficou irritada e esperou o marido chegar em casa para iniciar uma relação sexual com o homem.

Durante a relação, ela amarrou as mãos do homem com uma calcinha, pegou uma navalha e cortou o pênis do marido. Em seguida, ela tirou uma foto do órgão, jogou na privada e deu descarga.

Ainda segundo o boletim, o homem saiu à procura de socorro, enquanto a mulher encontrou com o irmão e foi à delegacia de plantão de Atibaia, onde confessou o crime.

Fonte: G1

Publicado por

Vinicius Gustavo 102 FM

Vinicius Gustavo 102 FM

Compartilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Publicidade

Outras notícias