Siga nossas redes sociais →

Primeiras praças de pedágio sem barreiras do Brasil começam a funcionar amanhã; saiba onde

Publicidade

Primeiras praças de pedágio sem barreiras do Brasil começam a funcionar amanhã; saiba onde

Primeiras praças de pedágio sem barreiras do Brasil começam a funcionar amanhã; saiba onde

Começam a funcionar nesta sexta-feira, 31, as primeiras praças de pedágio do Brasil com sistema que permite que a cobrança da tarifa seja feita de maneira eletrônica, em livre passagem pelas praças, sem que haja necessidade de paradas ou mesmo redução de velocidade, o que garante mais agilidade ao trânsito.

Esse sistema é batizado de Free Flow, um termo em inglês que, na tradução direta, significa Fluxo livre. Já é realidade em diversos países do mundo, mas, aqui no nosso país, por enquanto, só consta na teoria de editais de concessão de rodovias.

E são justamente trechos sob concessão privada da rodovia Rio-Santos, a BR-101,  entre Ubatuba, São Paulo e Rio de Janeiro, que vão receber a nova tecnologia. São três pedágios de fluxo livre:  em Itaguaí, no km 414 da BR-101, em Mangaratiba, no km 477 e em Paraty, no km 538.

A passagem por essas praças de cobrança vai custar R$ 4,10, entr e 6 da manhã de segunda-feira e 6 da tarde de sexta-feira; a partir desse horário e durante todo o fim de semana, o valor sobe para R$ 6,80.

Quem já tem equipamentos de cobrança automática, as chamadas tags, não precisa se preocupar, é só respeitar a sinalização do limite de velocidade e passar pelo trecho que a cobrança será realizada automaticamente.

Quem não tem nenhuma tag instalada no veículo, terá que realizar o pagamento de forma alternativa.

Ao passar pelas novas praças, a placa do veículo será registrada e, para fazer o pagamento, o motorista terá que entrar no site ou no aplicativo da concessionária que administra a rodovia; o WhatsApp também é uma opção. O prazo para acertar as contas, depois da passagem pelo pedágio, é de 15 dias corridos.

O motorista que não pagar fica sujeito a multa. Não pagar pedágio é uma infração considerada grave pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com multa no valor R$ 195,23 e a soma de cinco pontos na CNH.

Publicado por

Vitor Hugo

Vitor Hugo

Compartilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Publicidade

Outras notícias