Siga nossas redes sociais →

Há um ano fora da prisão, Suzane Von Richthofen se muda para Bragança Paulista e dá à luz o primeiro filho

Publicidade

Há um ano fora da prisão, Suzane Von Richthofen se muda para Bragança Paulista e dá à luz o primeiro filho

Mudança de endereço foi oficializada à Justiça; Suzane está em regime aberto desde janeiro de 2023.

Depois de deixar a penitenciária feminina de Tremembé (SP), em janeiro de 2023, e se mudar para Angatuba, Richthofen declarou um novo endereço à Justiça: Bragança Paulista, no interior de São Paulo. Neste sábado (27), ela deu à luz seu primeiro filho em Atibaia, cidade vizinha. Ela e o filho passam bem.

Apesar de ser vista desde agosto de 2023 na cidade, que fica a 87 km da capital paulista, a mudança foi oficializada à Justiça em dezembro de 2023, com a transferência do processo de execução penal para a Comarca de Bragança Paulista.

Como informou um novo endereço à Justiça, Suzane precisou fazer um cadastro na Vara de Execuções Criminais do Fórum, onde compareceu em um prazo de dez dias e apresentou duas fotos 3×4.

Uma das condições impostas pela Justiça para Suzane cumprir pena em regime aberto é de que ela sempre informe o endereço da residência. Outra medida imposta pela Justiça é de que ela faça acompanhamento psiquiátrico e psicológico.

O acompanhamento em Bragança Paulista será feito inicialmente na rede pública.

Progressão de pena

Suzane foi condenada em julho de 2006 pela morte dos pais, que ocorreu em outubro 2002.

Richthofen conquistou o regime semiaberto em outubro de 2015 e passou a ter permissão para deixar a cadeia nas saídas temporárias.

Em março de 2016, ela conseguiu sair do presídio pela primeira vez durante a saída temporária de Páscoa.

Desde 2017, Suzane tentava a progressão ao regime aberto, mas teve todos os pedidos negados pelo judiciário.

Regime aberto

Suzane von Richthofen, condenada em julho de 2006 a 39 anos e seis meses de prisão por matar os os pais em outubro de 2002, foi solta em 11 de janeiro de 2023, após a Justiça conceder progressão para o regime aberto. Ela cumpria pena há 20 anos e estava na Penitenciária Feminina I Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé, no interior de São Paulo. Desde janeiro de 2023, teve o direito ao regime aberto.

Por meio de nota, o Tribunal de Justiça informou que o caso corre sob segredo, mas confirmou que em decisão da 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté foi concedida a progressão ao regime aberto, após ser verificado o cumprimento dos requisitos estabelecidos pela Lei de Execução Penal.

Desde 2017, Suzane tentava a progressão ao regime aberto para cumprir a pena fora do presídio, assim como o ex-namorado Daniel Cravinhos, mas teve todos os pedidos negados pelo judiciário.

Condenada inicialmente a 39 anos e seis meses de prisão, Richthofen conseguiu na Justiça diminuir seu tempo na cadeia ao longo dos anos. A pena revisada de Suzane é de 34 anos e 4 meses, com término previsto em 25 de fevereiro de 2038.

No regime aberto, o condenado cumpre pena fora da prisão e pode trabalhar durante o dia. À noite, deve se recolher em casa de albergado, ou seja, deve retornar para uma casa de hospedagem prisional coletiva, designada pela Justiça e que abriga presos que estão no mesmo regime.

Para não perder o benefício, o condenado precisa seguir algumas regras, como:

permanecer no endereço que for designado durante o repouso e nos dias de folga;

cumprir os horários combinados para ir e voltar do trabalho;

não pode se ausentar da cidade onde reside sem autorização judicial;

quando determinado, deve comparecer em juízo, para informar e justificar suas atividades.

Mesmo seguindo essas condições básicas, o juiz pode estabelecer outras condições especiais, de acordo com cada caso.

Fonte: G1

Imagens: Suzane von Richtofen durante saidinha da P1 em Tremembé em 2018 — Foto: Luara Leimig/TV Vanguarda

Publicado por

Vinicius Gustavo 102 FM

Vinicius Gustavo 102 FM

Compartilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Publicidade

Outras notícias